Cultivo de hortênsias em vaso

Cultivo de hortênsias em vaso
Eddie Hart

Está ansioso por Cultivo de hortênsias em vaso Aqui está o guia completo sobre como cultivá-las e cuidar delas nos contentores!

Nos últimos anos, Cultivo de hortênsias em vaso Florescendo da primavera ao outono, estas flores vêm em branco, rosa, roxo, vermelho e azul, dependendo da variedade. Pode cultivar hortênsias facilmente no interior ou no exterior em recipientes, com a combinação certa de solo, água e luz solar.

Nome Botânico: Hortênsia

Zonas USDA : 4-10

pH do solo : 4.5-7.5

Veja também: 29 ideias criativas para utilizar janelas antigas em casa e no jardim

Veja o nosso artigo sobre paisagismo com hortênsias aqui

As melhores variedades de hortênsias para vasos

As hortênsias podem ser óptimas plantas de recipiente, desde que se escolha a variedade certa!

  • Hydrangea paniculata 'Little Lime ': Esta variedade é resistente às zonas 3-8. Floresce a partir de meados do verão até ao outono. A cor das suas flores muda naturalmente de verde-claro para cor-de-rosa, tornando-se finalmente castanhas, à medida que se desvanecem.
  • Hydrangea macrophylla 'Mini Penny ': Resistente às zonas 5-10, dependendo do pH do solo. Produz flores azuis em solo ácido e flores cor-de-rosa em solo alcalino, da primavera ao outono.
  • Hydrangea paniculata 'Little Quick Fire ': Este arbusto de folha caduca é resistente às zonas 3-8 e produz flores brancas durante os meses mais quentes, que se transformam em rosa profundo mais tarde.
  • Hydrangea macrophylla 'Buttons n Bows ': Esta cultivar de folha grande é resistente às zonas 6-8. Tem flores bicolores de tom rosa com revestimento branco na borda das pétalas.

Propagação de hortênsias

De estacas de caule

  • Escolha um caule jovem e tenro e corte 5-6 polegadas de corte, logo abaixo do nó da folha (conjunto de folhas em crescimento), com uma tesoura higienizada.
  • Retirar todas as folhas da estaca, exceto os dois conjuntos de folhas do topo do caule.
  • Mergulhe a estaca numa hormona de enraizamento, depois coloque-a num vaso de 8-10 polegadas de diâmetro cheio de terra para vasos. Cubra-a com um saco de plástico.
  • Manter o solo húmido, mas não encharcado, e afastá-lo da luz solar direta.
  • As novas raízes formar-se-ão numa estaca no prazo de uma a duas semanas.

De Sementes

  • Quando o período de floração terminar, coloque o caule das flores num saco de papel e deixe as cabeças das flores morrerem nele.
  • Passados alguns dias, agitar o saco e recolher as sementes das flores.
  • Durante a primavera, encha 2/3 de um recipiente (8-10 polegadas) com terra para vasos de perlite e regue bem para a humedecer.
  • Polvilhe as sementes no recipiente e cubra-o com plástico, colocando-o num local bem iluminado.
  • Após 10-15 dias, as sementes germinarão. Transplante-as para um vaso grande, assim que desenvolverem algumas folhas.

Escolher um contentor

O tamanho do recipiente para as hortênsias depende do tamanho da planta. Para as plantas compradas em viveiro, pode começá-las num vaso de 20-10 polegadas. Para as variedades grandes e maduras, opte por um recipiente de 18-20 polegadas. Certifique-se de que tem orifícios de drenagem no fundo. Também pode escolher recipientes com rodas, uma vez que os vasos podem tornar-se bastante pesados com toda a terra, água e planta.

Eis algumas imagens de jardinagem em contentores com hortênsias

Requisitos para o cultivo de hortênsias em vasos

Luz solar

Dependendo da variedade, as necessidades solares podem ser diferentes, por exemplo, Hortênsia paniculata e Hortênsia arborescens gostam de crescer ao sol da manhã, enquanto Hortênsia macrophylla Por isso, as hortênsias em vaso são cultivadas ao sol da manhã e à sombra da tarde.

Para hortênsias de interior, mantenha-as perto do janela virada para sul ou oeste. Evite cultivá-las ao sol escaldante, pois pode queimar a folhagem e as flores, enquanto que demasiada sombra pode resultar em poucas flores.

Sugestão: Se tiver colocado hortênsias em vasos numa varanda ensolarada, proteja-as do sol da tarde afastando-as da borda da varanda.

Solo

O solo para cultivar hortênsias em vaso deve ser bem drenado e não deve ser compacto. Por isso, escolha um solo para vaso com uma grande quantidade de matéria orgânica. No caso de Hortênsia de folha grande (Hydrangea macrophylla) Para as flores azuis, o solo deve ser ácido (4,5-5,5 pH) e para as flores cor-de-rosa, o solo deve ser alcalino (mais de 6 pH).

Dica Para tornar o solo alcalino, utilizar a cal; para tornar o solo ácido, utilizar a cobertura vegetal orgânica ou o enxofre.

Água

As hortênsias gostam de solo húmido para se desenvolverem, pelo que necessitam de rega frequente e profunda. Nos vasos, o solo seca rapidamente e este stress hídrico pode provocar a queda da folhagem. Por isso, regue-as profundamente quando a terra superficial parecer seca. Deite-a no vaso até sair pelo fundo. Além disso, certifique-se de que o seu vaso tem orifícios de drenagem suficientes para deixar escorrer o excesso de água, pois o solo encharcado provoca o apodrecimento das raízes.

Temperatura

Para o cultivo de hortênsias, a temperatura ideal deve ser de cerca de 21 °C durante o dia e superior a 10 °C durante a noite. Certifique-se de que a planta não é exposta a uma temperatura inferior a 4 °C, caso contrário poderá morrer. Leve os vasos para dentro de casa quando a temperatura não for adequada. Dê-lhes abrigo ou mantenha-os dentro de casa durante o verão, quando a temperatura subir acima dos 100 °C; o excesso de calor podeprovocam a queda da planta.

Dica : Proteger as hortênsias dos ventos fortes se elas estiverem na varanda; estes podem quebrar os seus caules frágeis.

Cuidados com as hortênsias em vaso

Crédito da imagem: Architectural Digest

Fertilizante

As hortênsias devem ser fertilizadas em sp ring e verão, duas vezes por mês com um fertilizante de uso geral solúvel em água. O azoto promove o crescimento das folhas, o fósforo é para raízes saudáveis e o potássio ajuda na floração. Aplique-o de acordo com as instruções impressas no rótulo.

Pode também utilizar musgo de turfa e emulsão de peixe para enriquecer o solo com matéria orgânica. Evite a aplicação excessiva de fertilizantes, pois isso fará com que as plantas cresçam mais rapidamente com menos flores.

Veja também: 20 plantas de interior que aumentam a humidade e reduzem o ar seco nas casas

Dica O sal de Epsom também pode ser utilizado. Siga as instruções do rótulo para a dosagem. Utilize-o em intervalos de 3 a 5 semanas para encorajar o crescimento das flores.

Poda e grampo; monda

As hortênsias macrophylla devem ser podadas quando a floração pára. Podar as inflorescências desbotadas até alguns centímetros da base do pedúnculo. Não cortar os rebentos com botões nas axilas das folhas maiores. As outras variedades de hortênsias raramente necessitam de poda. No entanto, deve ser feita a desponta, para remover as flores mortas. Para saber mais sobre a poda das hortênsias, consulte o nosso artigo aqui.

Mulching

Pode cobrir o solo com folhas cortadas, palha de pinheiro e casca de pinheiro. Evite a cobertura vegetal espessa, pois pode impedir a penetração do ar e da água no solo.

Nota Não aplicar o mulch com folhas de ácer, pois podem sufocar a planta. Manter um espaço de pelo menos 5 cm entre o caule e a camada de mulch.

Pragas e doenças

Doenças como oídio e ferrugem da bolha Os insectos e os animais que se alimentam de água e de água, como os insectos e os pragas Pode eliminar as pragas manualmente ou cortar as partes infectadas para as proteger.

Cuidados a ter com as hortênsias em vaso no inverno

  • Proteja as hortênsias em vaso do frio rigoroso, levando-as para dentro de casa, antes da primeira geada. Pode também cobrir a planta com um plástico de bolhas para maior proteção no pátio ou na varanda.
  • Cubra o recipiente com cobertura vegetal. Utilize folhas de carvalho, agulhas de pinheiro ou outros materiais isolantes para proteger as raízes do frio do inverno.
  • As variedades de hortênsias de folha caduca perdem as folhas durante o outono e o inverno. Podar os ramos mortos no fim do inverno ou no início da primavera.



Eddie Hart
Eddie Hart
Jeremy Cruz é um horticultor apaixonado e um defensor dedicado da vida sustentável. Com um amor inato pelas plantas e uma profunda compreensão de suas diversas necessidades, Jeremy tornou-se um especialista na área de jardinagem em vasos, jardinagem interna e jardinagem vertical. Por meio de seu blog popular, ele se esforça para compartilhar seu conhecimento e inspirar outras pessoas a abraçar a beleza da natureza dentro dos limites de seus espaços urbanos.Nascido e criado em meio à selva de concreto, a paixão de Jeremy pela jardinagem floresceu ainda jovem, enquanto ele buscava consolo e tranquilidade ao cultivar um mini oásis na varanda de seu apartamento. Sua determinação em trazer o verde para as paisagens urbanas, mesmo onde o espaço é limitado, tornou-se a força motriz por trás de seu blog.A experiência de Jeremy em jardinagem de contêineres permite que ele explore técnicas inovadoras, como jardinagem vertical, permitindo que os indivíduos maximizem seu potencial de jardinagem em espaços limitados. Ele acredita que todos merecem a oportunidade de experimentar a alegria e os benefícios da jardinagem, independentemente de suas condições de vida.Além de escrever, Jeremy também é um consultor procurado, fornecendo orientação personalizada para indivíduos e empresas que buscam integrar o verde em suas casas, escritórios ou espaços públicos. Sua ênfase na sustentabilidade e nas escolhas ecologicamente conscientes o torna um recurso valioso na ecologizaçãocomunidade.Quando não está ocupado cuidando de seu exuberante jardim interno, Jeremy pode ser encontrado explorando viveiros locais, participando de conferências de horticultura ou compartilhando sua experiência por meio de workshops e seminários. Por meio de seu blog, Jeremy pretende inspirar e capacitar outras pessoas a transcender as restrições da vida urbana e criar espaços verdes vibrantes que promovam bem-estar, serenidade e uma profunda conexão com a natureza.